fbpx

Procrastinação: os passos para se livrar desse mal

Procrastinar menos requer pequenas mudanças na rotina e, principalmente, alterações no modo com que você enxerga seu próprio trabalho. Acompanhe essas dicas!

Procrastinar

Segundo o dicionário, procrastinar é “o ato de adiar algo ou prolongar uma situação para ser resolvida depois”. Seja pelo estresse do dia a dia ou pela sobrecarga de demandas, a procrastinação é a principal vilã de quem depende da própria produtividade. Em pesquisa realizada pela MindMiners em parceria com a Fundação Estudar, esse problema foi apontado por 52% dos entrevistados como o maior responsável pela queda de produção. 

Dentre eles, 51% afirmaram que “saber priorizar melhor as tarefas” seria a grande solução para se tornar um trabalhador mais produtivo. De fato, uma procrastinação menos frequente requer pequenas mudanças na rotina e, principalmente, alterações no modo com que você enxerga seu próprio trabalho. Acompanhe essas dicas! 

Abaixe a meta

Deixar a meta aberta para quando atingi-la, dobrá-la? Não é a melhor das ideias. Dentre todas as suas tarefas do dia, certamente, tem aquela que te preocupa mais, o que já causa um certo bloqueio e te trava logo de cara. 

Uma das principais causas de procrastinação é aquela autossabotagem que te faz crer que você não vai conseguir concluir sua obrigação. Por essa razão, nunca comece pelo mais denso. 

Inicie pelas demandas mais simples, seja no fator tempo, ou pela facilidade de conclusão. A sensação de que as coisas estão andando (e, de fato, estarão) infla sua autoestima e te deixa com ainda mais gás para quando chegar a hora de encarar a tarefa mais difícil. 

To do list

Outro fator que nos leva a procrastinar é quando tudo parece uma bagunça e a gente se sente perdido. Por isso, antes do fim do expediente, já prepare a lista de afazeres do próximo dia. Assim, você inicia o dia de trabalho com completa noção de todas as demandas que precisam ser concluídas. 

Vale reforçar: dar “check” nas tarefas concluídas dá aquela satisfação de vida andando que é essencial para afastar a necessidade de procrastinar. Mesmo que apareçam “pepinos” inesperados para resolver, alimente sua to do list com eles. Você precisa estar no controle da situação para garantir sua produtividade!  

Lembre-se de que você é bom

A baixa autoestima é um dos principais fatores para a procrastinação. O sentimento de incompetência ou incapacidade é um grande bloqueador e pode te levar a crer que você não conseguirá cumprir suas demandas antes mesmo de iniciá-las. 

Portanto, cada vez que pensamentos “auto abusivos” invadirem sua cabeça, faça questão de reforçar para si as suas capacidades. Afinal, se você fosse tão incompetente quanto sua mente quer te fazer acreditar que é, essas demandas nem teriam sido confiadas a você. Liste em voz alta todas as suas habilidades, ou pelos menos as que você mais se orgulha. Projetar isso tudo para fora faz toda a diferença. 

Se mime

“Não fez mais que sua obrigação”: ok, mas você dedicou seu tempo, seu esforço, sua inteligência e até tirou disposição de onde não tinha para cumprir aquela demanda. Portanto, você merece, sim, se recompensar! 

Estabeleça pequenos brindes para si mesmo ao fim de cada tarefa. Não precisa ser nada mirabolante: uma pausa de dez minutos, um café, um pedacinho de chocolate, uma checada nas redes sociais ou até ouvir uma música que você gosta muito. 

No entanto, estabeleça limites. Definir previamente o mimo é importante para você não cair no conto de que pode relaxar até demais e acabar se perdendo no tempo novamente. 

Fique de olho na sua saúde

A procrastinação está diretamente ligada ao estado das nossas emoções e, por isso, ela também pode ser sintoma de transtornos como ansiedade e depressão. No entanto, esse diagnóstico deve ser dado apenas após consultas psicológicas. O mesmo vale para as medicações. Existem diversos artigos na internet que recomendam medicações para a solução da problemática, mas não adquira nenhum desses remédios sem prescrição. 

Uma das tendências da procrastinação é adiar, também, cuidados com a própria saúde, como prática de exercícios ou idas a consultas médicas. Muitas vezes, o desânimo que gera a procrastinação pode ser fruto de algum outro problema físico ou pessoal que não tem a mínima relação com o ambiente de trabalho. Por isso, caso nenhuma dessas dicas tenham feito diferença na sua rotina, procure um tratamento médico o quanto antes.

MY OFFICE ESCRITÓRIOS INTELIGENTES
www.myoffice.com.br – +55 (21) 2132-7979